sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Nossa Senhora Aparecida...



Os homens não tinham peixes,desciam e subiam as aguas escuras, lançavam as redes, puxavam as redes...vazias...sem nada pescar. João Alves aflito e sem espranças, olhando as estrelas se pôs a rezar..
"Santissima Virgem tem pena de mim, és dona dos peixes que moram nas águas! ordena que venham encher nossos barcos...e a rede atirando com punho de mestre, rezando chorava tocado de fé. Puxou de mansinho que a rede pesava...são peixes, dizia, são peixes enfim.... que nossa senhora tem pena de mim...
Mas a luz estranha veio dentro da rede e Nossa Senhora apareceu!!!
Nossa Senhora, que tenho teu nome por honra, que ouviste o barqueiro há dois séculos, nem mesmo um instante te esqueças dos teus filhos!! Nossa Senhora que apareceu nessa terra, nunca deixe nossas vidas!! Ilumine os caminhos desse povo, pois tiveste a misericórdia de fazer dessa terra a tua Pátria!!